Poesias de Cirandas com Amigos





Nas Páginas do tempo...
Nídia Vargas Potsch



Escrevo com vigor,
com a Fé que me é inerente,
com Esperança na humanidade
com Doação do Amor
que invade meu ser, meu coração,
com respeito às diferenças
existentes em cada um de nós,
Também pelos animais e Natureza
da qual fazemos parte integrante.
E com o Desejo de que possamos
unidos comungar deste Viver impagável,
presente Divino a quem souber usufruir
de todas estas maravilhas
com Coração e Alma!

@Mensageir@





Vida, Poema em Movimento...
Nídia Vargas Potsch


Quando observo o tempo,
o espaço, as horas passando,
a natureza se transformando...

Emoções e sentimentos se encadeando
certo e o errado acontecendo
ilusões e devaneios se desfazendo,
muitas vezes pesadelos sem fim,
o sonho se renovando
uns indo, outros voltando...

Vida que semeia, que nutre, que cria, ama
preserva, reparte, eterniza...
Passeios vadios em vielas, becos e travessas
andanças pelas ruas, por todos os lados...
Vida, Poema em Movimento!


@Mensageir@





Lua... Luar...
Nídia Vargas Potsch



Das infindas marés que vem e vão,
destes oceanos de indagações,
querendo respostas e sanar dúvidas,
uma doce interrogação revivida,
recolhe o resgate de uma vida
num razante vôo sobre mim,
a Luz da linda Menina Lua...

@Mensageir@





Amor ao Entardecer...
Nídia Vargas Potsch



Nossas auras resplandecem
nesse entardecer do silente amor que abraçam.
Voam, flutuam incansáveis
como cabelos levados pelo vento...
A lágrima calada
que a magia do momento disfarça,
como as labaredas da paixão em delírio
deste eterno padecer, se exteriorizem...
Talvez em outra dimensão possamos
caminhar juntos e em total paz!

@Mensageir@





Choro da Alma
Nídia Vargas Potsch


Vai além de meros acontecimentos
No vazio, na dor, chora compungida
Sedutoras, lágrimas de alegria e amor...

E na silente trajetória desse chorar
Alma segue à espera do dia clarear
Na esperança de ter doce aconchego.

No recondito do ser, lacrimejante, tece sonhos.
Aplacar as lágrimas, luz que se faz... Vida!

@Mensageir@





Corra pra mim, vem!
Nídia Vargas Potsch


O brilho felino do meu verde olhar
emite faíscas pra todo lado
ao te pensar me acarinhando...
Nem a cruel distância
que em vão nos separa
me fará esquecer
das delícias dos beijos teus.
Ansiosa meu amor te espera...
Caprichos da paixão!
Volta, satisfaça o meu desejo,
Corra pra mim, vem!

@Mensageir@






Voar
Nídia Vargas Potsch
 


O vento sopra ligeiro,
a copa das árvores se agitam.
Tudo que está ao seu redor, balança...
Faz com que meus versos
se espalhem pela casa, indo e vindo,
como o bater das ondas na beira do mar.
Mar que me lembra você
me faz querer repentinamente voar,
atravessar estas águas em segundos
para estar a seu lado
neste momento...

@Mensageir@




 



Lágrimas...
Nídia Vargas Potsch



Entre sorrisos, rompe a dor,
escorre cristalina pelo rosto,
lembrança da saudade que restou,
bendita lágrima de amor...

@Mensageir@







Caixinha Preciosa
Nídia Vargas Potsch


Seguro esta linda caixinha preciosa,
como belo relicário, troféu de alianças.
Navego sonhos em bruma misteriosa
sorriso cúmplice, candura de lembranças...

Ouço linda sinfonia, melodia suave,
que faz dançar bonequinhos abraçados
a rodopiarem ao sugestivo som da nave
recordando bailes de outrora encantados.

Tuas mãos nas minhas, carinho comovente,
prazer de viver estampado em nosso olhar,
e ao som da doce poética, frente a frente,
nos abraçamos com receio de profetizar...

@Mensageir@







Ao Luar de Julho...
Nídia Vargas Potsch
(indriso)


Menestrel dos ventos,Tempo dançarino!
Melodia do luar de Julho, em palavras
Eivadas de sussurros nas entrelinhas...

Do brilho alado, do âmago do desejo,
Surgem poesias inacabadas à espera
Do surreal acontecer da madrugada...

Entre o Céu e a Terra, há prenúncios de Luz!
Na voz lírica do silencio, o lamento do sonhar...

@Mensageir@







Desafios
Nídia Vargas Potsch


A cada provocação uma resposta
Que estimula oponente que aposta
A vida, quase sempre, é sem dor,
Sem dias nefastos ou sombrios
Porque o melhor dos desafios
É enfrentar e sair vencedor...

@Mensageir@







Eu, Você e a Música!
Nídia Vargas Potsch



O que esperar
do momento em que
o som da melodia
livremente flui,
nos invade a alma,
criando poesia e
encantamento de viver?
Cores e luzes,
sedução da magia envolvente
que nos faz sonhar,
ornar o silencio inicial expectante
com aromas excitantes do amor...
E nós dois, aconchegados
num doce abraço,
envoltos na ternura
de nossos olhares...

@Mensageir@






Pensando...
Nídia Vargas Potsch



"Pensando morreu um burro!" - Dizem!
Como sou um chipanzé esperto,
De galho em galho pulo encoberto...
E pra meu Grande Amor, sussurro!

@Mensageir@







SOU...
Nídia Vargas Potsch

Como nuvens
deságuo sonhos de vida
simplesmente, SOU...

@Mensageir@
Rio, 03/10/2011







Sonhos de uma Prisioneira...
Nídia Vargas Potsch
(indriso)

Fantasias cruzam os ares desfocadas
Levam-me até onde te encontras,distante.
Recender de rosas me entorpece a mente...

Se sonho ou realidade,impossível sabê-lo.
Há pétalas no leito amassadas,retorcidas,
Sinto-me em ti,prisioneira,arbusto nascente...

A imaginação cria indefinidas ilusões...
Nos versos da poesia,a Vida se vinga!

@Mensageir@








Pedidos
Nídia Vargas Potsch


Gostaria de atender
a qualquer um dos teus pedidos
Mas nem sempre é possível
contigo, de uma vez, acordar.
Mas se enveredares pelo terreno do amor,
aí sim, de imediato, vou concordar...

@Mensageir@







O Vale...
Nídia Vargas Potsch


Caminho de cenário deslumbrante
onde memórias doces afloram
guardando sonhos e versos...
Suas flores dançam
nas bordas das calçadas,
enfeitam a imaginação e
instigando as lembranças...

@Mensageir@







Cirandar
Nidia Vargas Potsch



De mãos dadas, caminhamos.
Por trilhas virtuais, seguimos poetando.
Versejar o amor, diferentes saudades,
carinhos infindos, as vezes toda dor,
nesta roda de amigos, vamos indo...
Um só tema, muita inspiração... circulam emoções!
@Mensageir@







À Deriva...
Nídia Vargas Potsch


Seguindo marolas intrincadas
rumo ao mariolar do teu coração,
fiquei à espera do voltear do leme
para aportar num destino seguro...

Mas o silencio dos teus devaneios,
com certeza, à procura de prosaica sedução,
tragou as velas das lamentações,
á deriva virou espuma e foi-se nas brumas,
um pequenino barco, chamado ilusão...

@Mensageir@







Lágrimas, doces lágrimas
Nidia Vargas Potsch


Cerro os olhos,
saboreio os instantes

que as boas recordações
deixaram...

Lágrimas
cristalinas,
foram
desnudadas
pelo
prolongamento
de desejos
inconfessáveis,
cujo
êxtase
a saudade
levou
embora...

É tempo de
chorar novamente,
mas gostaria
de concretizar
esta paixão,
para estancar
estas lágrimas doloridas
como um navegante
a tramar
embates absurdos...

@Mensageir@







Noite de Solidão!
Nídia Vargas Potsch



Sussurro teu nome...
Num alarido louco
meu pensamento deseja
que ouças meu coração.
Por instantes vacilo,
cansada de tentar te envolver,
de amar-te tanto...
E a famigerada solidão
continua... continua...
...atormentando
desejos abortado...

@Mensageir@

 

 

 

 

Arte e Formatação: M@SW


 

 

Voltar