Amor Ausente!
                    
                          Nídia Vargas Potsch


Do fundo d'alma, o pressentimento.
Abalaram-se as estruturas do viver
Em cilada de amor, derrocada final ...

Dissolveu-se a alegria transbordante
Restou o vazio, saudade agonizante
Virou fumaça ... vagarosamente ...

Na contramão da Vida, sonhos engarrafados.

Projetos desfeitos em danças atrapalhadas ...
 
 
***
 
 
Texto publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T1697087 
 

 
***
 
 
Créditos:
Tube mulher by Patries
Midi: Guido Reze_Tanto Cara
Texto: Nídia Vargas Potsch
 
 
***
 
Arte e formatação Mônica Neves
Respeite os direitos autorais