FALCÃO, MENINO!

Nídia Vargas Potsch
 
 
Falcão, menino,
peregrino
deste mundo insano...
Viajor e navegante da dor,
que só termina
com bala certeira
engatilhada na moleira...
 
Falcão peregrino,
menino andarilho
que vive nos becos
da lama incontida da ferocidade...
Fazendo maldade?
 
Falcão, menino,
pequenino, sem infância,
mas futuro certo!
Quem tem razão?
Onde, a lógica deste Viver/Morrer?
Você, que se avilta?
Eu, que te compro?
 
 
@Mensageir@
Rio, 19/03/2006
 
 
 
VOLTAR