Escrevo-te

 Auber Fioravante Júnior

 

Leio-te

Nídia Vargas Potsch

 

Ouvindo sonatas,

Escrevo-te...

 

Sonhando-te

navego em tua leitura...

 

Em lineares sensações

Que vagam e vagam,

Envolvendo-me naquele perfume

Perpetuo em minhas letras,

Único em sedução!

 

Em oníricos pensares

que voam e voam,

inebriada pelo teu calor

continuo aconchegada,

plena, no teu abraço de amor!

 

Conversando com a lua,

Escrevo-te...

 

Ouvindo a suave melodia

do teu coração

 espero-te...

 

Cristalina feito o orvalho

Banhado a face, citando na pele

Detalhes romanescos

Presentes em minhas quimeras,

Gametas do meu silêncio!

 

Audaz e corajoso,

Menestrel dos sonhos meus

aguardo-te com ânsias

por um carinho teu...

 

Refletido pelo espelho

Escrevo-te...

 

E neste reflexo mágico

ao tempo, divago-te...

 

No sonho do corcel alado

Te trazendo em brumas, azuis

Feito céu abençoando

A chegada da minha primavera,

Pétalas sobre a seda!

 

Encantada,

por suas delicadas palavras,

sonho nas asas do vento

querendo cavalgar as nuvens

e depressa ver-te chegar

assim como o aroma das flores

porque se faz Tempo...

A estação do Amor chegou!

 

Inspirado pelo todo mulher,

Escrevo-te...

 

Imaginando-te

cada vez mais perto,

Brindo a isto

Homem querido!

 

Etérea como a estrela solitária

Iluminando serestas, legados

Cultivados pelo caminho,

Pelo trilhar do amor,

Que tenho por ti!

 

Como a luz solar

adentrando frestas da janela

iluminando meu mundo,

com o carisma das carícias

recebidas nesses versos

penso envolver-te

num milagroso e

doce abraço.

Há muito desejado!

 

Em versos ou palavras, enfim,

Escrevo-te!

 

E eu, Vida Minha,

à espera desse amor

tornar-se realidade,

esperançosa...

Leio-te!

 

 

09/09/2010

Porto Alegre - RS

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos
 
Fotos de Bläue Von Der Becke
Tube Poema e Arte
Auber Fioravante Júnior
Música WAV
RAINBOW - Rainbow Eyes