Guerreiro da Paz!
Nidia Vargas Potsch
 
 
Existem aqueles que se designam
Guerreiros pela Paz.
Existem aqueles que nada fazem para ela acontecer.
Jamais vivem por ela ou lutam por ela...
em compensação, pela Paz,
 muitos dariam sua vida se preciso fosse...
 
Não é fácil ser um Guerreiro.
Constantemente deve-se lutar sem tréguas.
Diariamente, como sentinela,
 o guerreiro deve estar atento
a qualquer atitude suspeita e a todo ato
que fira sua dignidade de guardião...
 
Para ser Guerreiro, há que se importar.
Reservar energia para a hora dos embates.
Após os mesmos, percebe-se o que se aprendeu ou não,
o que de bom restou... como novas idéias...
Nada de repetir os mesmos erros, enganar ou mentir...
 
Os riscos de cada embate deve ser bem calculado.
Não queremos nos magoar de parte a parte...
Ensina-se e se é ensinado.
Compartilhar êxitos é tudo de bom!
Lutar pelo que se acredita
faz parte do grande Sonho Universal.
 
Torna-se mais fácil compreender o milagre da Existência!
 
@Mensageir@
Rio, 22/08/2012
 
 
 
 
 
 
Guardiães da Paz!
 

A paz não é só a ausência de guerra.

Não pode instalar-se um sentimento de paz no coração dos justos

enquanto houver irmãos escarnecidos, humilhados, abusados

pela ignominia da sua exploração, ao serviço das aberrações

que o "sistema" consente.

Portanto, lutar pela paz é saber afrontar toda as distorções

sociais que conduzam à perda da liberdade, e à prática de toda

a casta injustiças sobre todos os seres humanos,

mormente as que afectam os mais débeis e indefesos.

 

O poeta, o escritor, não tem outras armas que a sua própria pena,

mas pode, através dela, Infringir sérios danos morais aos torpes

infractores, carrascos sádicos, insensíveis e premeditados, sempre de

intenções postas no lucro fácil doa a quem doer, custe o que custar.

 

Não se pode combater sem ter a coragem e o destemor para o fazer

com eficácia. Para isso, o defensor da paz não pode ter hesitações

nem comiseração quando esgrimir, com decisão, os seus argumentos

contra os ímpios e cobardes cujas maliciosas acções são condenáveis aos

olhos dos que são solidários e piedosos para com os seus irmãos;

os verdadeiros guardiães  da paz.

 

Eugénio de Sá

 
 
Carinhosamente, Nidia.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
.
 
 
 
arte final Sueli
..
 
 
 
Voltar