Não Acredito!
José Geraldo Martinez


Não acredito que tenhas me esquecido!
Pois, se mais belo não existe
que os nossos momentos vividos
depois que, algum dia, partiste!

Ainda assim, meu amor,
mesmo que de mim duvidaste...
Quando foste, sem que tu quisesses,
em tua alma me levaste!

E, por desdida, quem sabe,
na saudade que levo crua...
Deixaste-me talvez por vingança
comigo também a tua!

Não creio que consigamos
arrancar de nós esse amor...
Por mais que ambos tentemos,
parte um do outro nos sobrou!

Choras tu,
choro eu!
A noite que ainda nos espera...

Sorri o amor que ainda não morreu!
Tal qual as flores que brotam banhadas
aos prantos meus...
Renascendo a cada primavera!


30-4-2012








Eu Creio!
Nídia Vargas Potsch


Costurei-me em rosas
alinhavei todas as tuas carícias
junto ao corpo
para jamais esquecer
tudo de belo que houve entre nós...

Se a saudade
rasga nossas entranhas
já era mais do que tempo
de unirmos nossas forças
e preservar o que nos separa
mas une nossas almas: Nosso Amor!

Perdão e redenção
para este belo e antigo amor
que ficou relegado e
ao léu, por tempo suficiente
para nos mostrar que um sem o outro,
difícil será sobreviver...

Que as tuas
e as minhas lágrimas
renasçam
como as flores da Primavera
refazendo nosso Santuário de Amor!

Ainda podemos partilhar este perfume!



@Mensageir@
Rio, 03/05/2012





Créditos:
Tubes: Ana Ridzi
Edição e Arte Final : Dea Maia