" Onde quer que vás, leva o teu coração"
                          Confúcio






Alcançar o Nirvana
Nídia Vargas Potsch



Alcançar o nirvana em seus braços
é tudo. Tudo o que desejo por hora.
Flutuar na magia desses laços
embebedar-me em sua poesia sonora.

Na bela canção da Vida deixar
fluir o vai e vem da fantástica melodia.
No ritmo frenético desse passional amar
que nos confronta eclodir à revelia...

Gota a gota deixar vagarosamente verter
o orvalho doce da flor no estame rubro de amor
O beijo por tanto tempo acalentado receber
Para a dor da saudade louca arrefecer.

Cantar baixinho, ninar com carinho,
se o sono benfazejo vier depois...

Essas carícias que avidamente buscamos
no conforto dos braços um do outro,
de há muito nos são mais que devidas...
Não basta apenas sonhar com o paraíso!
 



@Mensageir@
Rio, 14/04/2010
 
 
 
 
 
 
 
 
Alcançar o Nirvana
Lúcio Reis



A leveza de seu ser ao alcançar essa doce magia
Que encanta, faz sorrir e extasia
Perdurará pela infinidade do tempo que não vai parar
Ecoando na plenitude no seu ente o verdadeiro amar


Será o penetrar constante da melodia que encanta
Na sonoridade suave de versos que embalam
No abraçar por laços de caricias de quem se amam
No mergulhar em mundos que se canta


E no gotejar do orvalho que se pensa seja o final
Transmudando o rubro do amar para o tom da paixão
Eliminará a distancia que faz mal
Pois nela faz nascer e crescer a saudade e a ilusão


No relaxamento tal como ser bem infantil
Na face emoldura pela riso juvenil
Seguir-se-ão momentos de total descontração


E nos desfrutar do que pertence aos corações
O viver, a relação e suas emoções
Tornam-se o passaporte sem distinções
Que abriram portas em outras dimensões


O Nirvana das indescritíveis sensações


Belém do Para
23/04/10
 
 
 
 
 
 
Arte e Formatação: