AQUARELISTA!

Nídia Vargas Potsch

Quisera ser aquarelista
da minha própria vida
e pintá-la com as cores
do alvorecer... cores de viver...

Numa cromia de amor
lembrando a melodia
que se sabe de cor e
se guarda na memória.

Juntaria as tintas na palheta
fazendo estranhas combinações.
Nuances de todos os tipos
com pitadas apimentadas
de diversas sensações...

Misturaria alho com bugalhos,
criaria luzes e matizes nacarados,
nem frios, nem quentes,
num colorido complementar
refletindo um eterno encantar.

E no contraste supremo
de beleza e cor,
enfeitaria minha vida
com uma policromia
em poesias de amor!

@Mensageir@

 

 

RESGATE DAS CORES

Regina Coeli

Perderam o sentido as aquarelas
Usadas pra pintar a alegria,
Dos vigorosos traços, sombra fria,
Apenas uns rabiscos sobre as telas.

Foram fechadas portas e janelas...
E no jardim florido, um certo dia,
A murchidão das flores lá jazia,
Pintando o triste fim de todas elas!

O sol brincou nas nuvens carregadas,
Perdeu sua luz nos raios que sumiram,
Mas retornou em lágrimas veladas.

E as cores desbotadas ressurgiram
Como num arco-íris, bafejadas
Por meigos pingos d´água... e até sorriram!

Cartas de alforria
Escritos de Regina Coeli

 

 

VOLTAR