Às Avessas...
Nídia Vargas Potsch


Não quero falar de tristezas ou mágoas
Não quero falar de dores ou amores
Simplesmente, não! Recuso-me!

Tudo se esvai, tudo se transforma.
Faz-se necessário compreender
Este momento trágico, de transição.

Nem poesias, textos ou inspiração
Me alcançam mais, pois a alma fugidia
Se encontra. E o coração vazio, descrente...

A vontade de poetar se foi. Onde?
Por mais que faça, que a busque
Não capto sua essência, seu interior.

Do mundo da realidade para
O mundo da fantasia e vice-versa
Há um tênue véu apartando-os...

Esqueceram de vibrar em sintonia
Com o meu ansejo de querer.
Rasgaram-se-me as ilusões...

Meu Mundo encontra-se às avessas.
Volto a não crer!



@Mensageir@
Carinhosamente, Nídia.

 
 
 
 
 
 
Voltar