"Aquilo que o coração ama, fica eterno."
Rubem Alves
 
 
 
 
 
Quando o Amor se Vai
Nídia Vargas Potsch



Sombras escuras pairam invertidas
Em noites de tempestades inesperadas
Calculo que sejam mensagens cifradas
Que revolvam as feridas das despedidas.


Um a um foram-se todos os alentos
Jogados ficaram em vários cantinhos
Partituras, flores murchas, carinhos
Perderam-se emoções e sentimentos.


Não importa o tempo que durar
Mas a saudade nua e crua vai ficar
Talvez, com ela, consiga perceber


Se foi dolorosa a despedida agüentar
Maior engano o eximir-se de amar
Triste, é sem amor conseguir viver!




@Mensageir@
Rio, 25/01/10
 
 
 
 
 

Arte e Formatação by Junior P. Almeida - 11/05/2010
Tuby by Narah - 0470_Paisaje_Sept2009
Tube by Tonny Cahavrria - Tocha2375