Segredos Inconfessáveis!      

      

 Nídia Vargas Potsch

 

 
Se pensa que vou me revoltar, enganou-se!
Quem conhece meu coração
 Sabe que nele ódio implacável, não há guarida.
Dispenso as mágoas, abomino as dissensões.
 
Ando por vias retas, sem desvios.
Alegre, vou cantarolando
Como os passarinhos
Ainda que nas agruras a mim impostas.
 
Amo viver! Amo você!
Até o fundo de minh'alma levo-o comigo
Pois guardo você no coração
Habitando meu pensamento
Fustigando-me as emoções insistentemente...
 
Fatal revelar-lhe meu segredo mais íntimo.
Um amor verdadeiro jamais se esquece.
Há de perdurar eternamente!
 
Foi tecido e moldado em terra profunda
Onde habita as emoções mais primitivas
Tal rochas duras... Inconfessáveis pensamentos...
Que são relíquias nossas, de um tempo que já se foi
À revelia do meu querer!
 
 
@Mensageir@
 
 

 

 

"Em tudo na vida a perfeição é finalmente atingida,

 não quando nada mais existe para acrescentar,

mas quando não há mais nada para retirar."

 

 

Voltar