Amor é por certo
um bichinho do mato
que atravessa muralhas inatingíveis
onde desejos e paixões
 se mesclam agregando corações
e emoções ardentes...
 
Inexequível sentimento,
 se não correspondido,
estorvo para aspirações possíveis,
utópicos em quereres volúveis
 ou fantasiosos.
 
Se, ao contrário,
não desagrega, apenas une,
em desfrutes benfazejos
de almas apaixonadas,
num caleidoscópio
de devaneios sedutores,
cria recital alegórico
que incita ao prazer
e orações de agradecimento
são uma constante...
 
 
 
@Mensageir@
Carinhosamente, Nídia.
 
 
Arte e Formatação:
AugustaBS
 
 
 
VOLTAR