Vidas...  Seus Enigmas...

Nídia Vargas Potsch

 

 

De que adianta me rebelar agora,

foste até o fundo de minh'alma,

da minha frágil vontade,

tomou-as com fúria implacável

como quem doma potro selvagem...

 

Conheceste meu coração

 e continuamente, sem tréguas,

sem descanso... atingiste o âmago

mesmo sem querer ou perceber...

Mas desconheces a profundidade

 dos meus sentimentos, das emoções

e das minhas ações... dos meus segredos...

Não houve tempo hábil para nos

conhecermos melhor.

 

Se é um amor real ou virtual

o que importa?

Amor é amor em qualquer parte!

Seria preciso, apenas, sem sombra de dúvida,

que fosse amor verdadeiro...

 

Não desvendaste

todos os meus mistérios, nem eu consegui

compreender os teus...

A vida é um oceano de enigmas surpreendentes!

Mas a salvo estão da curiosidade alheia,

inclusive de ti... Segredos e mistérios

 que foram moldados de terra profunda

como do barro fomos feitos...

 

Esmaga-me contra os rochedos da tua ilusão,

 esta parede que criaste ao teu redor.

Para descobri-los e desvendá-los só

observando o paredão das tuas relíquias

que também, inconfessáveis o são, penso eu.

 

Procura-me no reflexo do teu espelho

 que, talvez, me encontres por lá...

a olhar-te firme, mas docemente!

 

 

 

@Mensageir@

Rio, 11/04/2012

(refeito)

 

  * * *

Carinhosamente, Nídia.

 

 

 
 
 
 
 
Jpg Mar e moça
Wav:andrea_bocelli_&_dulce_pontes_el_mar_y_tu

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Voltar