O Veleiro e a Rosa...
Nídia Vargas Potsch


Tal qual uma rosa
rubra de paixão,
vou ao teu encontro,
pura emoção,
adentrando teu veleiro
encantado...

Nele, me deixo versejar,
em poemas de amor e dor,
travestindo-me de
menina, mulher,
namorada, amante,
num simples instante,
só para te encontrar
errante, passional,
de braços abertos
a me esperar...

Pela primeira vez
minha pétalas
sensíveis e macias
perfumam o ar,
se abrem devagar
aos teus doces afagos...

E nas asas do vento norte,
singrando forte
contra as correntezas,
nós dois flutuamos,
nos deixando levar...

De encontro as ondas
que nos envolvem,
com muito mel,
molho e tesão,
nos amamos ardentemente,
com infinita paixão...

Celebração maior!

Calor e sensações
revestem nossos corpos
cansados, aconchegados,
saciados um do outro,
como num poema sedutor...

Abraçados lado a lado,
plenos de cumplicidade,
poderemos, enfim,
descansar em paz,
findar o versejar
e morrer literalmente
de tanto amar...



@Mensageir@

 

 

 

Misted: Luna/KSC
Wav: Jessé & Verônica Sabino - Tudo o que se quer

 

 

 

Voltar