Mini Conto:
 
Alma Prisioneira!
Nídia Vargas Potsch
 
 

Há uma eternidade te observo... Faz tempo que estou para te dizer: É num mundo cercado como este que te sentes prisioneiro, alma prisioneira! Mas não há grades, nem grilhões, apenas, mil vezes te disse, é apenas tua mente a agir contrária e sub-repticiamente, a não permitir que o livre arbítrio se manifeste, resolvendo os problemas, as angústias, para encontrar soluções viáveis... O dia a dia se arrasta continuamente, sempre igual. Dias e Noites à espera não sei do quê... Para quê buscar o novo e ir de encontro à felicidade se não acreditas mais nela, hein?  A redoma está aí, silenciosa, enclausurando-te do mundo, porque achas melhor assim, fugir nunca foi o melhor remédio... mas insistes em permanecer ?aquecido e envolto no teu casulo particular... Esta redoma transparente, desfocada, não te deixa enxergar as verdades necessárias da Existência, e olhando ao redor com receio de fazer valer teus anseios e desejos, te conformas... Ah, tédio, como és perseverante!

 

@Mensageir@
Rio, 18/04/2013
 
Carinhosamente, Nidia.
 
 
 
 
 
 
Art/Formatação:
Dama Misteriosa
Tube Créditos:
The_Psp_Devils_Tube_ Group