Mini Conto:
                                                                          
 
                                                   Na Hora da "Bóia" 
                                                      Nídia Vargas Potsch
 
 
- Lá vem ela com essa "gororoba" outra vez... Quero é biscoitos!
- Que nada, Róra, reparou que quando comemos tudo, sempre ganhamos um agrado?
- Não quero festinha. Ela come chocolate, bolo, sorvete e nós duas essa ração de ovelha igual todo dia.
-  Ela coloca galinha cozida também, é uma delícia.
- Já cansei de tudo isso. Não como mais! Resolvi! Me deixa em paz, Pípa.
- Assim você vai ficar fraquinha, se não comer... Vai tomar injeção... Ai!
  Passam-se alguns dias e Róra levada ao veterinário porque não queria comer...
- Pura manha, diz ele, ela está ótima! Deixa sem comer que depois vai devorar tudinho...
  Bem, para não desdizer o medico e não fazer o contrário, a vasilha foi colocada sempre no mesmo horário, com a 
  ração  e a galinha cozida,   porque desde que foi operada Róra gostava de galinha. Nada! Dez ou quinze minutos 
  depois, tudo retirado... e    colocado no horário da próxima refeição. Bem, assim se passaram vários dias... Será que
  cachorro também tem   depressão? Até que um dia, o gatinho da vizinha escapou, entrou pela porta da cozinha e foi 
  direto para a vasilha da Róra, que aflita, expulsou o intruso com um latido e raspou toda a vasilha de comida. Faltava 
  apenas um bom empurrãozinho, não é mesmo?  Róra tá comendo que é uma beleza!  Vai entender esses pets, mas nós os adoramos!
 
 
@Mensageir@
Rio, jul/2014
 
 
Carinhosamente, Nídia.
 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
Jpg cãozinho

 
 
 
 
 
Voltar