Qual será a necessidade que o ser humano tem de se expor nas redes sociais? Esta é a grande pergunta do momento que muitos se fazem!
 
Na grande maioria das vezes, fazendo questão de mostrar aquilo que não são... De se mostrar "o vencedor", o tal! De ser aquele que todos gostariam de ser, que todos amam, irradiando muitas vezes uma felicidade fictícia...
 
As pessoas, na rede, geralmente gostam de mostrar o que tem e não evidentemente, aquilo que são, porque são, como são... O que não causaria tanto impacto como gostariam, será? Ou porque o SER demanda esforço e persistência ao contrário do TER... Fica a dúvida!
 
E a exposição nas redes corre solta, com imagens e fotos variadas de uma família feliz, sem problemas, de amigos sensacionais, sempre todos maravilhosos... com sorrisos incríveis... Quanta ilusão! O desejo de se iludir parece ser geral e o fato de se saber disso e não se incomodar tambem. O incrível é que todos gostam de participar do jogo, da brincadeira... Esquecendo que amizade é coisa seria... Que nunca devemos magoar o outro, um dia tem volta... de uma maneira ou de outra... a famosa lei do retorno. e quantas mágoas estão surgindo ao longo do tempo...
 
Por que será que desejam mostrar o contrário do que estão sentindo? Será  a pressão social, o desejo de aparecer feliz, de espantar a solidão se dizendo com centenas de amigos? Será que a midia influencia e é a responsável por este tipo de comportamento?
 
Análises apuradas sobre o fato descrito já foram ventiladas por meios de comunicação, fazendo-nos ver que o comportamento geral é um retrato dos tempos que vivemos, do uso da máquina, tornando os indivíduos meros coadjuvantes... comandados por uma rede de influências... para o bem ou para o mal... que na maioria das vezes são prejudiciais quando caluniam, trocam perfis e mostram ressentimentos e ódios gratuitos.
 
Todos se comportam de uma mesma maneira... quase iguais... tornando as redes uma extensão de suas ilusões e monotonias, onde todos extrovertidos e introvertidos se igualam para clicar em curtir, achando que estão participando de inovações da Época, porque a rede social cativa, enreda e acaricia os egos...
 
 Mas é na mesmice das fofocas, dos bom-dias forçados, das fotografias fartamente distribuídas, das descrições de viagens e de passeios espetaculares que muitas vezes são inventados para não ficarem  "para trás"...  que tomam atitudes semelhantes. Todos se comportam numa mesmice estarrecedora... Quando jovem, o desejo é se vangloriar dos feitos, mostrar liderança, atacar os ditos "inimigos"... mostrar que são pegadores e que namoram bastante e "ficam" quando querem. Quando maduros, se mostram através da "felicidade" conquistada, muitas vezes inexistente, dos jogos, das brincadeiras, da curtição das fotos dos netinhos... etc...
 
O lado bom é que Algumas Pessoas, realmente usam as redes para falar e ver familiares que estão longe e a distância parece encurtar e a saudade diminuir. Um bom e agradável uso das redes. Assim como outros que dignificam a vida humana em seu contexto social: a Amizade sincera é um deles. E por aí vai se levando a vida... Sempre com altos e baixos, bons e maus instantes, mágoas e alegrias...
 
Já está cansando, não acha não, todos estes momentos de baixaria total ? Mas parece que vai durar eternamente... Vai durar muito tempo... segundo as pesquisas dos jornais e revistas especializados. São situações que permanecem camufladas, inverdades causando mesmice e tédio...   mas que todos necessitam,  para passar o tempo e as agruras da desta Vida! Parece que "Ser feliz" virou obrigação, dever de todos!? Precisamos repensar estes Momentos!
 
 


 


Arte e Formatação:
AugustaBS
 
 
VOLTAR