Palavras da @Mensageir@:


Inseguranças... Apenas um Desabafo!
Nídia Vargas Potsch

Vendo o Tempo escorrer como água pelo ralo, passando, indo embora,
muitas vezes me preocupo e me indago Quanto tempo ainda teremos?
Nesta insegurança e com estas incertezas,
o que faço do restante da minha vida?

Escrever poesias? Orar duas vezes ao dia?
Conversar com amigos queridos? Trabalho voluntário? Viajar? Passear?
Ler um bom livro? Teatro? Cinema?O que mais falta fazer? Jardinagem?
Fotografia, Trilhas? "Body Jump"? Onde ir? Que verdades buscar?
Só no âmago do ser talvez encontre alguma resposta.
Porque cada qual tem a sua verdade.
Cada um sabe das suas dores e renúncias! O que sei eu, afinal?
Aprendiz da Vida que sou...

Mas, em todo amanhecer, lá vem a famigerada pergunta de novo
a martelar a cabeça de perplexidades sem fim...
Quanto tempo nos restará?
Haverá tempo hábil para fazer o que ainda queremos?
E a resposta no ar fica como se fora um aviso de ameaça
pendurado no velho portão da Vida:

Cuidado, CÃO RAIVOSO!

* * *

É... temos que aproveitar bem, ao máximo, este Tempo
que inclemente se esvai. Vamos aproveitar o Clima do Novo ano
para refletir sobre...Vamos fazer diferente e com mais ânimo
e disposição, afinal, se ainda estamos por aqui é porque temos muito
para doar, para fazer, para impulsionar o mundo com nossas palavras
versejadas e com nossas idéias de Harmonia, Amor e Paz!
Sigamos nosso caminhar com Fé e Disposição!






Carinhosamente, Nídia.
COM MUITO AMOR NO CORAÇÃO !!!

 

 

Voltar