Amantes!
Nídia Vargas Potsch

Interpretação: Itana Goukart

 



Não desejo pressioná-lo,
nem amor mendigar
mas ouso querer pedir
carregue-me para bem longe
onde possamos nos entregar ...

Está mais do que na hora, já é tempo.
Seduza-me de pronto!
É isso que eu quero, não vê?
Ser sua mulher, para o que der e vier ...

Coloque-me no colo,
afague meus cabelos,
possua-me devagarinho,
como quem não quer nada,
de mansinho, afagando lentamente,
num entrelaçado de carícias ...

Faça-o num crescendo ardente
e, vertiginosamente,
leve-nos ao paraíso,
para as estrelas alcançar...

Ame! Ame até o quanto baste,
para que neste contraste,
eu goste tanto,
que possua forças para prosseguir ...

Quero ter você inteirinho,
preciso do seu carinho,
tenho fome de ternura.
Precisamos aplacar esta loucura
quando lado a lado estamos ...

Não me prive das deliciosas sensações
que é ter seu corpo no meu
e de senti-lo, por instantes,
totalmente desnudo e desnudado
só por mim e para mim ...

E, quando nossos corpos se fundirem,
até nos consumirmos de desejos frementes,
sentiremos um chacoalhar
de vibrantes emoções e exultantes,
iremos flutuantes ... nesse transluzir ...




@Mensgeir@
Rio, 15/10/2009
 

 

 

Imagem jpg:  www.hquimage.com

 

 

 

 

Voltar