O Presente da Vovó!

Nídia Vargas Potsch

 
 
Ganhei um lindo presente no dia do meu aniversário de 9 anos. Uma bela xícara de porcelana da vovó.  Tinha lindas bordas azuis.
Mamãe sempre me dizia, na hora do café da manhã ou do lanche, para tomar muito cuidado para que ela não se quebrasse, e eu, sempre muito afoita, ficava prestando atenção a tudo e segurava com as duas mãos minha linda xicrinha.
Certo dia, ao tomar meu café com leite, Josias, meu gato levado, deu um pulo para pegar um inseto qualquer e esbarrou na minha mão e minha bela xícara foi direto ao chão.
Que tristeza. Fiquei desolada! Olhava e não queria ver. Minha linda porcelana trincada de um lado. Foi a conta. Chorei pra valer! Vovô vendo o estrago me disse:- deixa que eu conserto pra você. Vou colar, vai ficar novinha outra vez...
Diante disso, sequei o pranto e fui levar minha preciosidade para o sótão, lugar onde vovô costumava guardar tudo que merecia ser consertado.
Dias depois fui lá em cima ver o andamento das coisas. Se vovô já tinha colado minha linda peça. Em um cantinho do armário lá estava ela à espera de conserto.
Peguei um banquinho velho, subi para pegar minha xícara e pedir ao vovô para apressar o conserto. Qual não foi a minha surpresa quando me deparei com um par de olhinhos fixos no meu. Ah! Que gracinha! Era um pequenino camundongo que achou divertido "morar" na minha xicrinha.
Sei que ratos são nocivos, mas este, soube depois, era um filhote de ratinho branco, que vovô gostava de ter por perto. Fiquei amiga dele também e todos os dias subia pra levar um pedacinho de biscoito ou queijo para o Orelinha, nome que recebeu porque tinha orelhas grandes.
E a minha linda xícara, vocês irão me perguntar? Ficou lá porque era o lugar preferido do meu amiguinho Orelinha ficar. Servia de abrigo, esconderijo e cama. Tempos depois ganhei outra xícara de vovó, mas nunca mais irei esquecer do que me aconteceu e do morador da xicrinha azul, meu amiguinho Orelinha!
 
 

 
 
Moral da história.
 
Nem sempre devemos nos lamentar com tudo o que nos acontece porque poderemos ter ótimas surpresas.
Minha xícara rachou, mas serviu de morada para o Orelinha. Não foi ótimo isso?
 
Vamos prestar atenção nas palavrinhas mais difíceis.
O que será que querem dizer?
 
     porcelana
     bordas
     afoita
     desolada
     trincada
     sótão
    
                                          Tenho outra proposta:
              Pegue uma folha de papel em branco e sua caixa de lápis de cor.
              Você faria um lindo desenho do Orelinha ou de outro animalzinho do qual você goste muito?
Vamos usar lindas cores, porque elas alegram a Vida.
 
 
 
Obrigada por me ler.
Bjkssssss, da Tia Nídia.
 
 
 
 
 
 
 

:: Papéis de Carta Grupo Alfazema ::

http://br.groups.yahoo.com/group/alfazema/

 

 

 

 

 VOLTAR