Chuva Ácida
Nídia Vargas Potsch
(Soneto)



Meu céu se encontra sombrio
A lua, escondeu-se no vazio.
Estrelas foscas, iluminando,
Temporal está se armando...


Chove há muito em meu coração,
A saudade deste amor paixão.
Quando observo este céu cinzento
Canto nossa melodia em acalento...


A tristeza avança me tributando.
Não há pássaros cantando pra mim
Nenhuma boa semente germinando


Nessa espera agoniada, vou levando,
Que a enxurrada leve embora, enfim,
Esta dor da solidão me imolando...




@Mensageir@
Rio, 02/02/2010
 

 

Tube Created
by Sorensen Designs

 

 

 

Voltar