O FASCINANTE UNIVERSO DAS ARTES D'ALMA
Nídia Vargas Potsch

 

A ARTE PALEOCRISTà

 OU ARTE CRISTÃ PRIMITIVA:
 

 

" A pálida morte bate com força igual
nas barracas dos pobres e nos palácios dos reis!"
                                                              Horácio ( 65-8 aC)

 

Introdução:


A Arte Paleocristâ ou Arte Cristâ Primitiva é a arte, arquitetura, pintura e escultura produzida por cristãos ou sob o patrocínio cristão desde o inicio do século II até o final do século V. Não há arte cristã sobrevivente no século I. A Arte Cristâ Primitiva compreende a época das catacumbas, na qual desenvolveu-se às escondidas, fiel a nova fé, porém carente de elementos artísticos originais. Escultores e pintores decoravam as paredes das catacumbas com afrescos no estilo romano, mudando o significado dos seus símbolos. Foi depois do èdito de Milão, em 313, que se estabeleceu a liberdade de culto e foram construídas as primeiras igrejas cristãs.

Após aproximadamente o final do século V a arte cristã mostra o início do estilo artístico bizantino.

 

As Catacumbas:


As Catacumbas eram, ao mesmo tempo, um lugar de culto mais ou menos velado, com medo das perseguições, e sobretudo um lugar reservado à sepultura dos cristãos que iam morrendo, com especial referência para os mártires. Eram, portanto, cemitérios subterrâneos. Esta palavra Catacumbas é derivada de uma primitiva descrição que se acrescentava ao cemitério de S. Sebastião em Roma ad catacumbas. Esta expressão latina significava provavelmente junto dos santos ou junto dos finados e referia-se à depressão junto da Via Ápia, onde estava colocado esse cemitério. Esta descrição junto de um cemitério tão importante, foi eventualmente adotada como nome genérico para significar os cemitérios subterrâneos dos primeiros séculos do Cristianismo.

 

Os primeiros Cristãos e suas pinturas:


No Império Romano do Ocidente, como viram, os primeiros cristãos praticavam seu culto em segredo. Em Roma, utilizavam as passagens subterrâneas dos túmulos, chamadas catacumbas, como já foi visto por nós no parágrafo anterior, devido as perseguições por eles sofridas. Muito bem, essas pinturas murais encontradas nas catacumbas representavam figuras da Biblia. Elas eram muito vivas e simples e as figuras parecem um pouco rígidas. Isto se explica pelo fato de estarem mais interessados em contar uma história do que pintar com realismo. Observem abaixo as imagens.

 

 


  Pintura sobre reboco do século III nas Catacumbas Romanas.
Representa uma mulher com os braços levantados em súplica e oração
num cenário que sugere o paraíso.
Sob a pintura, os loculi, ou sepulturas escavadas na rocha. 

 
A iconografia:

 
Antes do inicio do século II os cristãos, sendo um grupo minoritário perseguido, pode ter sido coagido por sua posição há não produzir obras de arte duradouras. Uma vez que nesse período o cristianismo era uma religião exclusiva das classes mais baixas, a falta de arte sobrevivente pode refletir uma falta de recursos para patrociná-la. Os primeiros indícios claros na afirmação de um estilo próprio cristão surgem em inícios do século II, sendo seu expoente as pinturas murais nas catacumbas romanas, lugar de culto e refúgio cristãos. Normalmente os primeiros cristãos representavam o corpo humano de maneira proporcional e bidimensional, por vezes adaptando elementos da arte  pagã, e obviamente harmonizando-os com os ensinamentos cristãos, bem como também desenvolveram sua própria iconografia, por exemplo, símbolos como o peixe (Ictus), etc.
 
 
     
  Peixe e o pão  - mural simples e rude                                    Peixes e pão  -  mosaico simples
 
 
Símbolos cristãos
 
monograma
 
âncora
 
A Igreja sempre utilizou como meio de comunicação para veicular conceitos e dogmas (verdades divinas), símbolos e imagens que eram mais compreensíveis que a transmissão oral e, também, como meio de instruir a população iletrada No primeiro século, os elementos simbólicos utilizados para difundir as idéias cristãs, são provenientes do Egito, Etrúria e Pompéia. Desde o século II, encontramos pinturas nas paredes das catacumbas com cenas correspondentes aos episódios bíblicos, recorrendo a um simbolismo, pois não era permitida a representação dos mistérios religiosos para que não acontecesse profanação.
 
Seus temas mais comuns são âncoras, cestos cheios de pão, uvas com pássaros bicando-as, e peixes. Outras representações interessantes são a do Bom Pastor, da Cruz Gamada e da Orante (tipo feminino em pé, gravada por meio de punção em superfície de estuque e pintada em arcosolium (abóbada) e cubiculum (capela).
 
Orante (detalhe), catacumba de Priscilla, cubículo de velatio, Roma, III século
 
 
A linguagem ingênua da época paleocristã usa a pomba para falar da paz eterna, o anjo como pureza sem pecado, a fênix como ressurreição e o peixe para falar de Jesus (pois peixe em grego, são as iniciais de Cristo, filho de Deus, Salvador).
 
A Ressurrreição de Lázaro - Pintura sobre rebôco, séc. III
 Catacumba de São Pedro, Roma
 
Noé na Arca - séc. III, Catacumba de São Pedro e São Marcellinus,
 mostrando Noé com postura orando.
 
O bom pastor   -   mural
 
O bom pastor - Mural - Cat. Priscila - Roma
 
     
Mulher tocando as vestes de Jesus                        Apóstolo S. Paulo                          Batismo de S. Calixto
 
 
Pinturas murais dos interiores das catacumbas em Roma.
 
   
 Adão e Eva                                                 O Bom Pastor                                        Maria com o Menino Jesus

Santos Apóstolos e Jesus pintados
na Catacumba de Santa Domitila.

Acima, São Paulo e abaixo, São Pedro. Detalhes foram realçados com o laser.

 

Arqueólogos acreditam que essas imagens podem estar entre as que mais influenciaram os retratos feitos por artistas posteriores dos mais importantes entre os primeiros seguidores de Cristo.  A   segunda imagem que veremos é a face de Jesus, que se encontra na Catacumba de Commidilla a Roma. É um afresco do século IV. e a Primeira, Jesus imberbe, um mosaico.

 

  

Jesus imberbe - Mosaico                                     Face de Cristo

 

 A Igraja Primitiva Cristâ Só sobreviveu Graças as Igrejas Tradicionais Romana, Ortodoxa, Cópita. E as catacumbas dos primeiros cristâos perseguidos pelos romanos são Igrejas Genuínas. repleta de imagens, de Jesus, de Maria, dos Santos e Mártires, incluindo orações escritas em murais pedindo a intercessão dos Santos. 
 


Aspecto interno de diferentes catacumbas:

Nas galerias das Catacumbas havia :

* Loculi que eram aberturas nas paredes onde se podiam colocar até três corpos. Cubículo, que era uma abertura com abóbada. 

* Loculus, que era simplesmente um túmulo cavado nas paredes, que só aparece de vez em quando.

* Acrosolium, que era um túmulo com uma abóbada por cima e onde se podia celebrar a santa Missa, sobre a pedra que cobria o túmulo. Logo que uma galeria ficava cheia, era costume começar a abrir outra.

Cat. Santa Priscila
Corredores entre as salas

 

                                               Em Palermo  - Sicília - Itália                                        Cat. São Calixto                                             
                                                   Cat. dos Capuchinhos      

     

                            cubículo dos sacramentos   -   S. Calixto                                  Em  Palermo - Itália

 

 

Cat. de Santa Cecília  -  Roma                                      Cat. de S. Callixto em Roma

                                            

corpos

 

Como e Porque surgiram as Catacumbas:


As Catacumbas foram usadas como cemitérios desde o século II até ao século IV.Cerca do ano 250, durante as perseguições do Imperador Décio, era permitido o acesso do público às Catacumbas e as suas entradas eram visíveis do exterior. Foi o grande respeito pelos mortos que levou os Imperadores a não perseguirem os Cristãos que se reuniam e faziam culto nas Catacumbas. A razão das Catacumbas, todavia, não foi apenas a das perseguições, mas sim a de encontrar espaço para o funeral e culto dos mortos. Estavam situadas fora dos muros da cidade de Roma, porque a lei romana proibia funerais da parte de dentro dos ditos muros. Há cerca de 40 Catacumbas à volta da cidade de Roma, algumas com sete andares sobrepostos como a de S. Calixto e com uma extensão de cerca de 150 quilómetros. Supõe-se que estejam ali sepultadas para cima de 750.000 pessoas e todas as Catacumbas da cidade de Roma estão, principalmente ao longo da Via Ápia.Há outras nas principais Vias, à volta de Roma, como nesta outra, a Via Ardeatina. Mas há outras Catacumbas fora de Roma, como Nápoles, Sicília, Malta e Siracusa. As Catacumbas eram começadas numa encosta do terreno, abrindo uma entrada e depois continuando em galerias. O terreno era favorável por ser constituído por tufa granolare isto é, tufo calcário e macio de cortar e com resistência suficiente para permitir a formação de galerias sobrepostas e cruzadas.

Planta baixa - esquema
mostrando a extensão das catacumbas de Santa Inês em Roma.

Hoje em dia, para se visitarem as Catacumbas, é absolutamente necessário um guia, sem o qual, os visitantes podem ficar irremediavelmente perdidos no emaranhado dos seus longos corredores...

 

Catacumbas de Paris:  

 

As Catacumbas de Paris constituem-se em um ossuário subterrâneo localizado na cidade de Paris, França. Aa catacumbas foram organizadas em alguns setores do complexo sistema de túneis e cavernas existentes no subsolo de Paris, resultantes de séculos de exploração de pedreiras, desde o período de ocupação romana na cidade. Este sistema de túneis é oficialmente designado "Les Carrières de Paris" (As pedreiras de Paris ou Subterrâneos de Paris) e, embora o ossuário ocupe apenas uma parte dos túneis, todo o sistema é comumente conhecido como "Aa Catacumbas de Paris" e chega a 400 km de extensão.

Calcula-se que as Catacumbas de Paris contenham os despojos de 5 a 6 milhões de pessoas.
Durante a Segunda Guerra Mundial, membros da Resistência Francesa utilizaram assiduamente os túneis de Paris. Os alemães também serviram-se dos túneis, chegando a construir bunkers e casamatas nas suas galerias. Na segunda metade do século XX, como sempre, os subterrâneos de Paris foram usados por grupos das mais diversas ideologias. Grupos de ativistas políticos, religiosos, artistas, aventureiros, usuários de drogas, e vários outros serviram-se dos subterrâneos para seus propósitos, o que ocorre ainda hoje.Os subterrâneos de Paris  também foram utilizados para passagens de cabos telefônicos, de TV por assinatura e acesso à Internet. Entretanto, devido a inúmeros casos de vandalismo e dificuldades de acesso, tais cabos foram transferidos para tubulação específica mais superficial e protegida. A parte dos subterrâneos ocupada pelo ossuário continua reservada e é aquela à qual os turistas têm acesso com total segurança.  ( Vide Vídeo )
 

*****************************

A Morte... Ação e Reação!

                                                   Nídia Vargas Potsch

Sentimo-nos perplexos
diante do desconhecido,
do infortúnio, da doença
e principalmente da morte.
O desejo de ajudar, sem poder,
a necessidade de rezar, sem parar...
Parece que um rolo compressor passou por nós.
E estraçalhou-nos, pedacinho por pedacinho.
Estamos só... e tanta gente ao nosso redor...
O que podemos fazer de realmente útil?
Como agir se nos sentimos incapazes de reagir?
Sofrimento, dor, desespero... nada disso resolve.
Nada resolve... Somente pela fé reviveremos!
Crer é a única saída provável, porque
a morte é certa e verdadeira.
Diante dela nos tornamos impotentes.
Morremos a cada instante, sem perceber,
no afã de viver todos os momentos,
nos esquecemos do final fatal...
O som do silencio!

 @Mensageir@
 

**************************

Vídeos do Youtube para complementar
o que foi dito acima.

Catacumbas em Roma. ( narrado )
http://youtu.be/oNAInpou6-Q

Descoberta de antigas imagens de são João , s. Paulo, s. André
http://youtu.be/o83GRJAypbw

Catacumba em igreja
http://youtu.be/NViWTnFgEhw

Catacumba de Palermo - Itália
http://youtu.be/5y58-y62kps

Catacumbas de Paris
http://youtu.be/bElIDgAFaiM

Catacumbas de Paris, HOJE.
http://youtu.be/bElIDgAFaiM

Características da iconografia Paleocristã.
http://youtu.be/S6w4HnNxY8o
 

Se desejar ver mais (existem um grande número deles para serem vistos)
basta acessar o youtube em Catacumbas

e / ou Arte Paleocristã ou ainda Arte Cristã Primitiva.
Obrigada, NVP.

**************************** 

    Espero que tenham apreciado esta "Passagem" pelas Catacumbas.

Até uma próxima viagem ao encontro dos Primórdios Idade Média.
E daí em diante começaremos o desfile dos Pintores e suas Escolas de Pintura!
Qualquer pergunta ou dúvida, por e-mail, ok?
Obrigada, NVP.     
        

**************************

 

Créditos:

Texto e compilações:  Nídia Vargas Potsch
Arte  e Molduras:   Marilda Conceição / Joice Guimarães

Música: Soud of silence - Canto Gregoriano

Imagens:  Google
Videos - Youtube

    
Bibliografia: 

1)  Apostilas do Colégio Pedro II  -  (Organizada pelas Profas. de Artes Visuais do Colégio, onde me incluo)
2)  História Mundial da Arte - Bertrand Editora. Vol 2

 Fontes:

www.planetaeducacao.com.br
Consultas e Fontes: Wkipédia.     
Imagens e textos auxiliares do Google.
Videos - Youtube
   

Agradecimentos:

Às três Amigas e Poetas: Luli Coutinho, Marilda Conceição e à
Webdesigner Joice Guimarães, e a todos que contribuíram para
que este trabalho se tornasse possível.
Meu profundo reconhecimento e carinho, Nídia.

 

Pintura: Angel Esteves - Galícia - Espanha
 

 

VOLTAR