Hieronymus Bosch
( 1450 - 1516 )
 
 
Retrato por Jacques Le Boucq
 
 
 
 
Jheronimus ou Jeroen van Aken, cujo peseudônimo é Hieronymus Bosch, também é conhecido por Jeroen Bosch. Foi pintor e gravador do século XV e XVI e nasceu ao sul da Holanda. Na Espanha era conhecido como El Bosco. Muitos trabalhos seus retratam cenas de pecado e tentação, recorrendo à utilização de figuras simbólicas complexas, originais, imaginativas e caricaturais, muitas das quais eram obscuras mesmo ao seu tempo.
 
Pintores alemães como Albrecht Dürer e outros, influenciaram a obra de Bosch. Apesar de ter sido quase contemporâneo de Jan van Eyck seu estilo era completamente diferente. E Pieter Brueghel, o Velho, foi influenciado pela arte de Bosch, produzindo vários quadros em estilo semelhante.
 
Especula-se que suas obras tenham sido uma das fontes para o movimento Surrealista do Século XX que teve Mestres como: Max Ernst  e  Salvador Dalí.
 
detalhe - inferno
 
Mas sabe-se muito pouco da sua vida. Não há documentos comprobatórios do pintor ter trabalhado fora de sua cidade natal, Hertogenbosch, daí seu nome Bosch. Presume-se, então, que Bosch tenha vivido sempre em sua cidade natal. Iniciou-se em pintura na oficina do pai ou tio que também eram pintores.
 
Especula-se sem provas concretas, que Bosch era iniciado em Ciências Ocultas, onde teria adquirido inúmeros conhecimentos sobre os sonhos e a alquimia, tendo-se dedicado profundamente a esta última, o que causou a perseguição de Bosch pela Inquisição. Sua obra também sofreu a influência dos rumores do apocalípse surgidos por volta de 1500.
 
Existem registros de que em 1504  Felipe, o Belo de Borgonha, encomendou a  Bosch um altar que deveria representar o Juízo final, o Céu e o Inferno. A Obra valeu ao pintor o reconhecimento e várias encomendas posteriores. Atualmente está perdida. Julga-se que um fragmento dela, encontra-se em Munique ( mas não é unanimidade ).
 
 
 
 
Parte central do triptico do Juizo Final
 
 
Os primeiros críticos de Bosch que são conhecidos, foram os espanhóis, Filipe de Guevara e José de Sigüenza. Por outro lado a grande abundância de pinturas de Bosch na Espanha é explicada pelo fato de Felipe II de Espanha ter colecionado avidamente as obras do pintor.
 
Bosch é considerado o primeiro pintor Fantástico. Serviu-se de todas as técnicas de cor, luz e sombra do Renascimento, mas sua temática foi baseada na mente e comportamentos humanos. Sua pintura mergulhou na alma humana. Esses temas só foram abordados por outros pintores muito mais tarde, no início do século XX.

Muitas de suas obras são meio-humanas, meio-animais, demônios mesclados com figuras humanas num ambiente imaginário. Suas figuras representam o mal, as tentações, obras alegóricas de textos bíblicos, a cobiça do ser humano e suas conseqüências. Seu Universo era habitado por monstros, mulheres deformadas, padres tarados, massas delirantes e descontentes.

O Jardim das Delícias, obra em três painéis (tríptico), descreve a criação do mundo; as abas laterais representam o céu e o inferno, enquanto a central mostra homens e mulheres nus numa enorme luxúria, deleitando-se em prazeres eróticos. Observe abaixo.
 
 
Jardim das delícias
 
Atualmente apenas se conservam cerca de 40 originais de suas obras dispersos a sua maioria pelos museus da Europa e Estados Unidos. Dentre eles a coleção do Museu do Prado, de Madri é considerada a melhor para estudar a sua obra visto abrigar a maioria daquelas que são consideradas pelos críticos como suas melhores obras.
 
Através de suas obras percebemos que Bosch foi um observador minucioso bem como um refinado desenhista e colorista. O pintor usou estes dotes para realizar uma série de pinturas fantásticas e diabólicas onde são apresentadas com um tom satírico e moralizante os vícios, os pecados e os temores de ordem religiosa que afligiam o Homem Medieval.
 
Precisamos dizer ainda que mais da metade das obras de Bosch abordam temas tradicionais como vidas de santos e cenas do nascimento, paixão e morte de Cristo.
 
O original tríptico As Tentações de Santo Antão está incorporado ao Museu Nacional de Arte Antiga a partir do antigo Palácio Real das Necessidades. Não se sabe em que circunstâncias esta obra foi parar em Portugal.
 
 
Tentações de Santo Antão
 
 
 
 
 Principais Obras de Bosch:
 
 
O Carro de Feno - Museu do Prado, Madri.

O Jardim das Delícias -  Museu do Prado, Madri.

O Juízo Final -  Viena.

As Tentações de Santo Antão  -  Lisboa, Portugal.

Os Sete Pecados Mortais - museu do Prado, Madri.

Navio dos Loucos ou A Nau dos Insensatos - Louvre, Paris.

Morte e o Avarento - Galeria nacional de Arte - Washington DC. USA.

A Estrada da Vida - Museu do Prado, Madri.

 
 
Mais Algumas Obras de Bosch
 
 
 
A Nau dos insensatos
 
 
O Chefe dos Monstros
 
 
A estrada da vida
 
 
A Morte e o Avarento
 
 
 
O concerto no ovo
 
 
Coroação de espinhos
 
 
 
 
 
 
Detalhes das obras
 
                                             
 
 
 
 
 
 
Vídeo
 
( para complementar o texto acima )
 
 
http://youtu.be/iK5KtNMP7ow   Pinturas
 
 
 
 
Qualquer pergunta ou dúvida, por e-mail, ok?
Obrigada, NVP.
 
 
 
 
 
Créditos:
Texto e compilações: Nídia Vargas Potsch
Arte, Formatação : Auber Fioravante Jr.

 

Bibliografia: 
1
) Apostilas do Colégio Pedro II 

 (Organizada pelas Profas. de Artes Visuais do Colégio, onde me incluo) 
2) História Mundial da Arte - O Renascimento - Bertrand Editora. Vol 3

3) Arte Comentada - Carol Strickland, Ph. D

4) Para entender a Arte - Robert Cumming - Ed. Ática.

 


Fontes: 
Consultas e Fontes: Wkipédia. 
Imagens e textos auxiliares do Google.
Videos - Youtube

 

  


 
 
Créditos
 
Misted Imagem: Banco de Dados Google
Texto & Arte
Auber Fioravante Júnior
Musica Wav do Renascimento

 

VOLTAR