O FASCINANTE UNIVERSO
DAS ARTES D'ALMA - 2012
Nídia Vargas Potsch
 
 
 
O Renascimento
                          
                                                                (Última Parte - 4)
 
 
 

O Alto Renascimento
 
 
Nosso mundo já nos presenteou com muita gente talentosa que vieram para engrandecer e para deixar suas maravilhosas obras e lembranças espalhadas por ele.

O período entre 1450 e cerca de 1530, na Itália, é chamado de Alto Renascimento, porque consideramos ser esta a época de maior realizações artísticas e artistas geniais. É o ponto culminante da arte da Renascença Italiana. Sendo que Roma substituiu Florença como o mais importante Centro Cultural e de Artistas da Europa. Os Papas tornaram-se os principais patronos da arte nesta época.
 
A Alta Renascença surgiu ao final da década de 1490 quando Leonardo da Vinci terminou o quadro A Última Ceia, em Milão, as pinturas no Vaticano, por Miguelângelo e Rafael Sanzio representam o ponto culminante de estilo na pintura. bramante introduziu o estilo na arquitetura, em 1502 construiu o Tempietto com suas proporções majestosas, significando o durgimento em grande escala da arquitetura romana antiga. As esculturas da época, como exemplificadas pela Pietà e o David de Miguelângelo é caracterizada pelo equilíbrio ideal entre estática e movimento. O clima tranquilo e cores luminosas de  Giorgione e Ticiano, exemplificam a Alta Renascença em Veneza.
 
 
 
 

A Cor no Renascimento:
 

Como não existissem tintas feitas para se comprar, os pintores é que tinham que as fabricar. Essas tintas, chamadas Têmpera, eram feitas misturando-se o pigmento com cal, caseína, ou gema de ovos, para fixar e durar. Eram necessários um pilão e um almofariz para misturar os ingredientes. Por este motivo, cada pintor tem uma gama de tintas favoritas. e as nuances e gamas de cores de sua palheta é o que o distingue dos demais. Como se fosse sua assinatura. E cada um deles possui seu gosto pessoal e sua gama de cores preferidas.
 
 
As Paletas
 
 
                                                                                              
 
observe as gamas de cores e nuances
 
                                                                         
      
 
                                                                                     
Paletas de vários feitios e inúmeras nuances de cores variando conforme o pintor.
 
 

Aprendendo a ser Pintor
 

1 - Para um rapaz se tornar pintor era necessário ser aprendiz de um mestre, numa oficina de pintura. Aprendia a fazer tintas, a limpar os pincéis e utensilhos utilizados, a preparar as paletas e a desenhar. Se tivesse pendor para o desenho, melhor ainda.
 
 
                                                        
instrumentos de trabalho dos pintores
paleta e pincéis - avental - caixa de tintas com pincéis - paleta vazia.
 
 
2- Depois de trabalhar como aprendiz durante alguns anos podia passar a ser praticante, ou seja, já fazia os contornos e pintava o fundo e alguns prmenores das figuras de painés ou afrescos que eram as famosas pinturas em pareses e tetos dos palácios, igrejas etc.
 
 
Um afresco Moderno onde pode-se observar
 o esboço anterior à pintura.
 
 
Afresco sendo executado
 
 
O afresco mais famoso do Renascimento
Adão e Deus - Capela Sistina.
Miguelângelo
 
 
 
3- Eventualmente, podia tornar-se mestre de oficina. O mestre fazia as partes principais da pintura e pertencia a uma associação que lhe autorizava a venda dos quadros e trabalhos artísticos.
 
 
Principais carasterísticas do Alto Renascimento:
 
 
- Valorização da cultura greco -romana.
   Para os artistas da época renascentista, os gregos e romanos possuiam uma visão completa 
   e humana da natureza, ao contrário dos homens medievais;
- As qualidades mais valorizadas no ser humano passaram a ser a inteligência, o
  conhecimento e o dom artístico;
- Enquanto na Idade Média a vida do homem devia estar centrada em Deus (teocentrismo),
  nos séculos XV e XVI o homem passa a ser a principal personagem (antripocentrismo).
- A Razão e a Natureza passam a ser valorizadas com grande intensidade. O Homem
   Renascentista, principalmente os cientistas, passam a utilizar métodos experimentais e de 
   observação da natureza e do Universo.
 
 
 
Algumas Obras  da Época:
 
 
                                       
                                                                     
                              Sagrada Família                             A Virgem e Santana                 Madona da Terra Nuova
                                Miguelângelo                                  Leonardo da Vinci                              Rafael Sanzio
 
 
 
 
                       
Conclusão:
 
A Alta Renascença é vista por muitos como a maior explosão do gênio criativo da História. Mesmo alguns pintores que tiveram menor atividade durante o período, produziram obras notáveis pela sua perfeita harmonia e controle dos meios da pintura.
As proporções alongadas e poses exageradas nas últimas obras de Miguelângelo e Antonio Correggio prefiguram o Maneirismo nascente.
A morte de Rafael em 1520 e o saque de Roma em 1527 significaram o fim da Alta Renascença.
 
 

Os principais artistas deste período são
os considerados gênios:
 
 
Rafael Sanzio     (  1483 - 1520 )
 
Leonardo da Vinci   ( 1452 - 1519 )
 
Miguelângelo    (  1475 - 1564 )
 
 
Dos quais falarei de um por um em e-mails separados. Aguardem!
 
  
 
 
O Pintor é um Poeta!
Rivkah Cohen
Nídia Vargas Potsch
 
 
Coloca cada traço
expressando o pensamento.
Usa pinceladas de emoções e sonhos
Não precisa do compasso
para descrever uma emoção.
Onde cores falam por si expressando Vida.
Não preenche uns espaços
como pausa para um travessão.
Harmoniza melodia com nuances infindas.
Coloca uns riscos mais fortes
quando escreve sofrendo...
E as imagens surgem da imaginação criativa.
Adjetiva a solidão numa estrofe
com tinta escorrendo...
Mas a Fé e a Esperança estão presentes.
Debate-se entre o coração e a mente.
Num amalgamar de sentimentos únicos.
Viaja em cada linha,
mistura as lágrimas às tintas
Cria rios de fantasias coloridas.
Mais uma pausa... para uma decisão
Talvez a escolha de algum novo caminho.
Despe a amada com crayon
mata a saudade, o tédio
Na beleza de um esboço idealizado 
e com paixão,
a ama no último verso.
Eis que surge a musa inspiradora!
 
rivkahcohen
Nídia Vargas Potsch
 
* * *
  
 
 
Vídeo
( para complementar o que foi dito acima )
 
http://youtu.be/slOvjQi-Lps   -   resumo  geral

 

Qualquer pergunta ou dúvida, por e-mail, ok?
Obrigada, NVP.
 
 
 
E  chegamos ao final dos textos
e trabalhos sobre o Renascimento.
 Espero que vocês tenham gostado.
Para complementar seguem
os três principais nomes da Alta Renascença.
 
 
 
 
 
Créditos:

Texto e compilações: Nídia Vargas Potsch
Arte, Formatação : Marilda Ternura
 
Bibliografia: 

1) Apostilas do Colégio Pedro II
(Organizada pelas Profas. de Artes Visuais do Colégio, onde me incluo) 
2) História Mundial da Arte - O Renascimento - Bertrand Editora. Vol 3
3) Arte Comentada - Carol Strickland, Ph. D
4) Para entender a Arte - Robert Cumming - Ed. Ática.
5) História da Arte - Graça Proença Ed. Ática
6) Michelangelo - Serie Grandes Artistas - Sodeler
7)Michelangelo - Famous Artists  - Jen Green - Barron's
8) Leonardo da Vinci - Famous Artists - Antony Mason  - Barron's
 

Fontes: 

Consultas e Fontes: Wkipédia. 

Imagens e textos auxiliares do Google.
 
Videos - Youtube
Música : Renascentista - Coração Valente

 

 

 

 

Agradecimentos:

Às duas Amigas e Poetas: Luli Coutinho, Marilda Conceição ,
à amiga e Webdesigner Joice Guimarães, ao Amigo Poeta e Webdesigner Auber Fioravante Jr.
e a todos que contribuíram para que este trabalho se tornasse possível.
Meu profundo reconhecimento e carinho, Nídia.

 

 

 VOLTAR